11 janeiro 2010

OPERADO DE MANHÃ E IR PARA CASA À TARDE:

UCA EM FUNCIONAMENTO NO HOSPITAL DA GUARDA ( UNIDADE CIRURGIA AMBULATÓRIO )



A partir de hoje, o Hospital Sousa Martins ( Hospital da Guarda ) passa a ter condições para operar doentes em regime  de ambulatório. Ser operado de manhã e regressar a casa durante a tarde é possível com a abertura da Cirurgia de Ambulatório. O Dr. Dias Costa, director desta nova unidade cirúrgica está convencido que com este novo serviço, as listas de espera  vão diminuir, pois, este novo serviço vai operar 10 doentes por dia.
O que é a Cirurgia de Ambulatório?
Responde o Dr. Dias Costa:
"Todos os doentes operados serão contactados 24 horas depois para aferir do seu estado e do seu grau de satisfação com o serviço".
Com instalações próprias no rés-do-chão e primeiro andar do edifício mais antigo do antigo sanatório, a unidade é composta por gabinetes de triagem, uma área de preparação e o bloco operatório, complementado com a zona de recobro com quatro camas e cinco cadeirões para os doentes poderem recuperar. As obras de adaptação e o equipamento custaram cerca de 100 mil euros.
Para o presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde (ULS), a unidade garante "mais comodidade ao doente e rapidez assistencial, além de aliviar muito as listas de espera em cirurgia". Fernando Girão acrescentou que a meta para este primeiro ano de actividade é "tentar ultrapassar os mil casos", sendo que a área de influência do serviço são dez concelhos do distrito. "Este tipo de cirurgia já funciona em Seia desde Setembro, onde foram operados 200 doentes", justificou. No entanto, o responsável alerta para a necessidade de informar os pacientes sobre esta nova forma de trabalhar: "Para algumas pessoas, ainda é muito difícil compreender que se vá para casa no mesmo dia em que se é operado", disse, realçando também a importância que os médicos de família e os cuidados domiciliários vão ter no acompanhamento daqueles doentes. 


Esta notícia é de extrema importância para os que vivem na zona abrangida pelo hospital da Guarda. Desde que o hospital garanta todas as condições exigidas para  bom funcionamento desta unidade, os doentes têm muito a ganhar. Já fui submetido a uma operação efectuada numa unidade de cirurgia de ambulatório e tudo correu bem. Recordo-me que entrei às 8h30 no bloco operatório e por volta das quatro da tarde estava a ir para minha casa pelo meu pé, embora ajudado pela minha mulher, pois, é necessário que o doente seja acompanhado nas primeiras horas. Comigo trouxe uns comprimidos e uns números de telefone. Tudo correu bem e houve a preocupação do médico da UCA me telefonar saber do meu estado clínico. Portanto, o serviço de ambulatório, quando funciona bem, vem contribuir para melhorar os serviços de saúde prestados pelos hospitais. Os doentes não devem recear estas unidades de cirurgia, pois, são sempre cirurgias que permitem aos doentes recuperar em suas casas, acabando também por ser mais baratas do que as que exigem internamentos no hospital. Nada melhor que a casa e a ajuda da família, sempre que essa seja a melhor opção para que o enfermo fique curado, claro está.
Oxalá a UCA do Hospital Sousa Martins seja uma unidade de referência nas cirurgias de ambulatório. Ganhamos todos.











Sem comentários: