23 fevereiro 2010

A NEVE EM MALCATA VISTA PELO MARCO PAULO

A neve é sempre uma beleza. Aqui vão uma fotografias que o Marco Paulo me enviou:

21 fevereiro 2010

MALCATA VESTIU-SE DE BRANCO

A neve veio reforçar a beleza da aldeia de Malcata. Durante a noite, caiu tão levemente que poucos deram pela sua chegada. A neve quando cai não bate como a chuva. Para além de branca e leve, ela é fria e fofa, ao contrário da chuva que é mais barulhenta e molha quem anda nas ruas.
Os telhados brancos denunciaram que a neve tinha vindo pelo silêncio da noite. A varanda e as escadas estavam escondidas por baixo da brancura da neve e as ruas tinham-se transformado em enormes tapetes brancos e reflectiam tanta luz que iluminava toda a aldeia. A neve, branca e fofa, visitou Malcata nestes dias de folia.


18 fevereiro 2010

CÂMARA MUNICIPAL DO SABUGAL INTEGRA "A MINHA RUA"

O município do Sabugal aderiu, no passado dia 17 de Fevereiro, ao projecto



“A Minha Rua”, um sistema interactivo que permite aos cidadãos reportar ocorrências relativas a espaços públicos e sugerir melhorias à autarquia. Com esta nova adesão, são já 26 os municípios que integram o projecto.


Disponível a partir do Portal do Cidadão, “A Minha Rua” é um projecto de participação cívica que permite aos cidadãos comunicar as mais variadas situações relativas a espaços públicos (desde iluminação, jardins, veículos abandonados, etc.) e sugerir melhorias directamente à respectiva Câmara Municipal.


O Sabugal é a mais recente autarquia neste projecto que tem vindo a crescer, contando actualmente com 26 municípios. Ao utilizar “A Minha Rua”, os cidadãos podem assinalar directamente as ocorrências no mapa, através de uma nova aplicação que utiliza a tecnologia Google Maps, designada de georeferenciação, juntar fotografias da ocorrência e serão informados através de e-mail assim que a situação fica resolvida.


Esta autarquia vem juntar-se a Abrantes, Alcanena, Ansião, Arganil, Batalha, Braga, Borba, Campo Maior, Évora, Figueira da Foz, Figueiró dos Vinhos, Lousã, Mangualde, Miranda do Corvo, Murça, Óbidos, Oeiras, Ourém, Ovar, Pombal, Portalegre, Sobral de Monte Agraço, Sousel, Trofa e Vieira do Minho, municípios já abrangidos pela iniciativa.
Veja aqui: http://www.portaldocidadao.pt/PORTAL/aminharua/situationReport.aspx
e aqui:


http://www.portaldocidadao.pt/PORTAL/pt

17 fevereiro 2010

MALCATA DO FORCÃO OU DO LINCE?

MALCATA: TERRA DE FORCÃO OU TERRA DO LINCE?

O entrudo já passou. A folia e as brincadeiras vão ficar ensacadas durante 40 dias. Contudo, as conversas do adro continuam a ser faladas. Na verdade, as pessoas da aldeia parece que nada sabem e não têm opinião porque não conhecem o assunto e isso é coisa para quem sabe.Mas, para mim as coisas têm outra importância. Vamos então começar:
O desafio partiu do Presidente da Câmara Municipal do Sabugal. A criação das Associações de Freguesias serviriam para “qualificar e tornar mais célere os serviços de proximidade que as delegações de competências permitem”. E surgiram alguns nomes para essas associações:



-Terras do Forcão, Terras do Cró, Terras do Lince, Terras Quentes.


Para já, a Associação «Terras Quentes do Concelho do Sabugal» já foi constituída e é integrada pelas freguesias do Casteleiro, Bendada, Moita, Santo Estevão e Sortelha.


Malcata é uma das freguesias convidadas a integrar a associação «Terras do Forcão».


Pois, sendo eu nascido em Malcata, também digo que há muitos anos que não se realizam touradas na aldeia. As duas últimas que eu vi parecem que serviram para afastar ainda mais as pessoas das touradas. Medo, falta de coragem, ausência de juventude atrevida e que não deseja morrer com uma “cornada” como acontecia nas aldeias vizinhas? Sim, penso que são estas algumas das razões e outras que acabaram com as touradas na aldeia de Malcata. De facto, pelo que me contam, o Ti Zé Marrão foi um grande impulsionador das touradas daí que cavalos, touros e vacas o acompanharam durante toda a sua vida.


Dito isto, a ideia de criar várias associações de freguesias do concelho do Sabugal, ” para qualificar e tornar mais céleres os serviços de proximidade”, que papel vai exercer a Mesa das Juntas? Se uma associação tem as dificuldades que sabemos ter para funcionar e obter ganhos, como é que o aparecimento de mais 4 associações vem dar mais força às freguesias? E essa de “para não ferir susceptibilidades” é um mau começo e um mau pronúncio, mesmo sabendo que a adesão ou não à «Terras do Forcão» é livre e cada freguesia é que decide fazer parte ou não.


Hoje, Malcata de facto não tem grande tradição das touradas com forcão. E quando se sugere «Terras do Forcão» é porque o forcão e tudo o que ele simboliza estará sempre presente nesse grupo de freguesias. As touradas e o forcão são um património imaterial do nosso concelho, mas Malcata necessitará de sangue novo e único para poder interiorizar e defender essa cultura, esse património tão genuíno das aldeias da raia.


Por tudo o que disse, para mim a Mesa das Juntas devia assumir-se como a grande e forte associação de todas as freguesias do concelho do Sabugal. Uma associação que lute e trabalhe para a qualificação e a celeridade de tudo o que a Câmara Municipal tem e deve delegar para melhor servir a todos.


E os outros malcatenses que pensam deste assunto?











15 fevereiro 2010

ROTEIROS GASTRONÓMICOS DO SABUGAL: PATRIMÓNIO SABOROSO

   A gastronomia está para a boca assim como o turismo está para o desenvolvimento do nosso concelho. As potencialidades da boa comida, quando bem explorada, ajudam o desenvolvimento de uma região, de uma localidade. O turismo afinal, é a deslocação de pessoas, durante um determinado tempo, a um determinado lugar, motivado por diversas razões: diversão e passeio, férias, negócios, convite de amigos...ou seja, as pessoas desenvolvem diversas actividades em lugares fora das suas casas e aí se divertem, trabalham e conhecem outros sabores e prazeres.
             



A gastronomia é uma das matérias primas que os empresários da "restauração" devem continuar a promover e a preocuparem-se com a excelência da oferta e do serviço.
   Os Roteiros Gastronómicos do Sabugal devem por isso continuar a ser realizados. Através destes Roteiros, as pessoas têm a oportunidade de ter acesso a um património imaterial único e de cuja riqueza todos os sabugalenses se devem vangloriar. Há que dar uma continuação a estas iniciativas e os restaurantes têm que continuar a apostar nestes eventos.


11 fevereiro 2010

ROTEIROS GASTRONÓMICOS DO SABUGAL


Os amantes do “garfo e faca” devem visitar o Sabugal nos próximos dias. São quatro dias que têm para escolher e saborear novas sensações gastronómicas. Os Roteiros Gastronómicos,  vão decorrer de 13 a 16 deste mês de Fevereiro, nas salas dos 13 restaurantes que aderiram à iniciativa da Câmara Municipal do Sabugal. Os restaurantes estão espalhados um pouco por todo o concelho, sendo que 6 deles se situam na cidade do Sabugal.



Do Caldo Escoado ao Caldudo, a Canja dos Cornos, o Bucho Raiano, Cabrito Assado na Brasa, Trutas do Côa, Javali, Coelho, Salada de Meruge, um delicioso Arroz Doce, umas farófias ou uns coscoréis com queijo e compota…um néctar da Cova da Beira…e um bom soninho depois de tudo.


Este ano, a Confraria do Bucho Raiano está mais viva e mostra a sua raça. Os lugares para o almoço estão todos reservados e esgotados. O almoço destes confrades é no sábado e só para confrades, será inevitavelmente Bucho Raiano, guarnecido com grelos de nabo e batata cozida, como é tradição.
Veja aqui o mapa do roteiro:

http://websig.cm-sabugal.pt/roteiros_gastro.html
 
   Os 13 restaurantes que aderiram ao Roteiro Gastronómico são estes:
    Situados na cidade do Sabugal: Atlântida, Lei, Robalo, Templo, Raihotel e Sol-Rio.
    Outros restaurantes e localidades:
    Bica dos Covões, em Badamalos.
    D.Sancho I, em Sortelha.
    Éden, em Rebolosa.
    El Dorado, nos Fóios.
    O Pelicano, em Alfaiates.
    Trutalcôa, em Quadrazais.
    Zé Nabeiro, no Soito.
 
   Os Roteiros Gastronómicos são uma oportunidade para estes restaurantes mostrarem o que de melhor se cozinha no concelho do Sabugal. As ementas são variadas e todas têm particulardades especiais e com sabores únicos. Nada como experimentar e o convite da Câmara Municipal é dirigido a todos os que gostam de boas garfadas e para os que este ano decidam festejar um entrudo diferente.

08 fevereiro 2010

MALCATA É PRÉ-FINALISTA "7 MARAVILHAS NATURAIS DE PORTUGAL"

 A RESERVA NATURAL DA SERRA DA MALCATA
É UMAS DAS 77 MARAVILHAS NATURAIS PORTUGUESAS
 (MATAS E FLORESTAS NATURAIS)

" O perfume bravo das urzes, 
dos medronheiros, da relva cheia de flores regadas pelas águas cristalinas
dos pequenos regatos e fontes, o calor do sol quando coado pela camuflagem que
construímos para abrigo, o cordão umbilical cortado com o mundo,
e difícil não passar divinamente por um sono delicioso cheio de saúde 
e quente de agrestes perfumes!"
                                         in "Caçadas aos javalis",Dr.Framar

 
A RNSM ( Reserva Natural da Serra da Malcata) passou mais uma fase no concurso  "As 7 Maravilhas Naturais de Portugal". Agora é uma das 77 pré-finalistas deste concurso e vai ter que vencer estes adversários, para poder ficar no grupo das 21 que irão a votação em Março próximo:
                                          - Azevinhais da Serra Amarela
                                          - Clareira de Santa Bárbara
                                          - Floresta Laurisilva
                                          - Montado de Sobro
                                          - Montado de Sobro e Azinho
                                          - Pinhal de Bordalete
                                          - Serra de Sintra
                                          - Serra do Caramulo
                                          - Zona Central das Flores
   Portanto, no dia 7 de Março é que vamos conhecer os 21 finalistas. É nesses 21 escolhidos que os portugueses podem votar até 7 de Setembro. E as 7 Maravilhas mais votadas serão proclamadas como as 7 Maravilhas portuguesas.

05 fevereiro 2010

BLOGUE "CONSELHO MUNICIPAL" ABRIU NO SABUGAL

   Chama-se "CONSELHO MUNICIPAL"(Blogue Institucional), o espaço que a Câmara Municipal do Sabugal abriu e coloca à disposição dos munícipes, dos naturais e amigos do concelho do Sabugal.É um blogue institucional com o objectivo de melhorar a qualidade e o desempenho dos serviços municipais.
    O Presidente, António Robalo, afirmou ao Nova Guarda que " é o assumir a aproximação dos nossos serviços aos cidadãos, tornando possível aos utentes expressar-se por escrito com a garantia de que as mensagens serão devidamente encaminhadas para o(s) destinatário(s).
...Vamos aproveitar este espaço para participarmos na construção numa terra com gente feliz, fazendo deste projecto uma verdadeira  plataforma  de convergência de vontades, congregando residentes, naturais e amigos do concelho do Sabugal".
Participe de forma activa no blogue, com os agradecimentos do Presidente, que agradece a sua colaboração e participação.
   Para participar no blogue Conselho Municipal tem que registar-se no portal da Câmara Municipal do Sabugal e efectuar o login.

04 fevereiro 2010

A IMPORTÂNCIA DA NOSSA CASA












O lince inspirou a mais célebre campanha de conservação da Natureza que até hoje se fez em Portugal. Apesar disso, o animal acabou por desaparecer da Serra da Malcata, não se importando em nada que lhe tenham criado, por decreto, uma reserva natural, que já lhe pertencia.

O animal não aguentou que lhe andassem a mexer no seu ninho. Nos idos anos 1960 a 1980 foram muitos os intrusos que incomodaram o sossego do bicho. A empresa de celulose, Portucel, lançou-se na plantação de pinheiros bravos, mansos e de eucaliptos e acabou por limpar aqueles matagais que existiam e que ajudavam os coelhos a viver e a esconderem-se do lince. As pessoas que vivem ao redor da serra, pelo avançar da idade e por mudanças nos seus hábitos, abandonaram a agricultura tradicional, deixando de limpar e usar a lenha da serra. Depois, apareceram aquelas doenças da mixomatose e da pneumonia hemorrágica viral, matando enormes coelhadas  e outros animais, que serviam de alimento ao lince. Para agravar um pouco mais as condições do habitat do lince vieram alguns homens de espingarda e se algum lhes aparecia na mira só pensavam em ganhar o troféu. Mas apesar da sua caça ter sido proibida a partir de 1973, não evitou o seu desaparecimento da serra.




 Lince embalsamado


O Jornal “Público” noticiou que  Caribú, um lince espanhol, foi detectado no território português, lá para os lados de Moura-Barrancos. O animal passou a fronteira e as autoridades espanholas andam a tentar capturá-lo para poderem trocar as baterias do sistema transmissor que transporta. As autoridades portuguesas e espanholas andam desde a última semana de Janeiro à procura do lince “perdido” aos encantos da nossa floresta. Caribú, com cinco anos de idade, foi libertado na área protegida de Doñana no final de 2008. Graças a um colar localizador os técnicos espanhóis têm seguido as pegadas ao longo destes anos.
   Entretanto, no passado dia 1 de Fevereiro morreu o Garfio, o “patriarca”  dos linces nascidos em cativeiro, tendo sido o primeiro macho adulto a ingressar no programa ibérico de criação em cativeiro.
Pode ler mais aqui: