26 março 2016

A PÁSCOA EM MALCATA

  A igreja de Malcata antes de Domingo de Páscoa
apresenta-se despida 


    A Páscoa é um dos mais importantes eventos cristãos. Nesta época, comemora-se a Ressurreição de Jesus Cristo depois da sua morte por crucificação no dia de Sexta-Feira Santa.
   Quero saber o que costumam fazer os malcatenhos nesta quadra e/ou as experiências que vivem ou viveram nesta Páscoa ou noutras já passadas.

14 março 2016

EM MALCATA É POSSÍVEL ESTAR NUM LAR E SER FELIZ

No Lar da ASSM, em Malcata, luta-se para que o envelhecimento se torne belo
   Todos os anos a Associação de Solidariedade Social de Malcata faz um balanço acerca do ano que acaba relativamente ao plano anual de actividades. E normalmente a ASSM envia para publicação no jornal Amigo da Verdade. Foi neste jornal, na edição de 13 de Março, que tive conhecimento das actividades desenvolvidas ao longo do ano de 2015, tendo a ASSM destacado as seguintes:
- Visita ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, Senhora da Póvoa,
   Senhora da Ajuda, Santa Eufêmia e outras;
- Aniversário da ASSM ( 21º ) com celebração solene da Eucaristia;
- Festa da Sardinha, no mês de Agosto;
- Ceia de Natal com familiares, sócios, população, funcionários e direcção;
- Outras saídas quando e onde foram convidados ( Dia do Idoso, dos Avós…);
   “Estamos sempre prontos a associarmo-nos a novos projectos para que os idosos se sintam felizes, acompanhados e compreendidos. Chegámos ao fim de mais um ano e a ASSM faz um balanço do ano transacto, para tentar sempre melhorar cada vez mais o Plano Anual de Actividades para o ano seguinte, em prol de um envelhecimento activo dos nossos idosos.
   Em Malcata, trabalhamos para garantir que é possível estar num Lar 
e ser Feliz. 
   Lutaremos para que o envelhecimento se torne belo”.
   Foi desta forma que o Lar de Malcata deu a conhecer o balanço de 2015.

04 março 2016

AS FESTAS DE MALCATA

Cartazes das Festas em Malcata

  AS FESTAS DE MALCATA
 As Festas de Malcata ainda estão a uns meses de se realizar. Os últimos anos trouxeram muitas mudanças e actualmente, são bem diferentes o que não quer dizer que o povo deixou de participar e de se divertir. Mas que estão diferentes isso é reconhecido por toda a gente. Estão mais sofisticadas, mais animadas e talvez menos sentidas religiosamente. Penso que estão a desaparecer alguns valores tradicionais, culturais e religiosos.
  Quanto às Festas de Malcata, no meu entender, têm a sua tradição e o seu valor cultural e até patrimonial um pouco comprometido e parte disto devia ser considerado no plano de acção da Junta de Freguesia, da actual e das que se seguirem.
   Considero que a Junta de Freguesia de Malcata devia ser a responsável pela elaboração e organização das Festas de Malcata, com o desejado cuidado de preservar e garantir a sustentabilidade das festas, das suas tradições e demais referências festivas e culturais, mediante um processo de valorização, renovando, animando, melhorando os recursos festivos e culturais, não só para os malcatenhos, mas também para todos os que nessa altura nos visitam.