27 maio 2008

CONHECER A SERRA DA MALCATA EM PASSEIOS ÚNICOS E SAUDÁVEIS


O que é estranho nesta fotografia?

O burro é mesmo animal para todo o tipo de carga. Pela cara alegre dos passageiros ( a senhora chama-se Sofia, mulher de D. Juan, sim é mesmo a rainha Sofia de Espanha) a viagem está a ser agradável.O burro não sabe quem carrega e apenas sabe que tem de andar com a carga e pronto.

É um animal dócil, meigo e é um meio de transporte que está cada vez menos a ser usado na aldeia de Malcata. Nem por ser rainha deixa de mostrar a todos nós que é mais agradável andar a passear de burro na Grécia, na companhia do ministro da Cultura grega, Michalis Liapis, que lhe serviu de guia turístico pelos caminhos de Lindos, na ilha grega de Rodes.


Foto in "Notícias TV"

Eis um bom exemplo do que se podia fazer em Malcata. Basta comprar meia dúzia de burros, tratá-los e mantê-los sempre bem asseados, com boas albardas e uns bons e bonitos alforges e teríamos uma empresa com seis“viaturas” sempre aparelhadas para calcurrear os caminhos da aldeia e da Serra da Malcata,com uma passagem pela Quinta do Major, onde burro e turistas retemperariam as forças para o regresso. O burro contentar-se-ia com palha e feno, mas os passageiros com certeza que apreciariam um naco de queijo ou uma boa chouriça com uma daquelas fatias de pão cozido no forno do Rossio.

Eu tenho cada sonho…ai se eu fosse possuidor de milhões de euros!!!Limito-me a sonhar e a escrever os meus sonhos, quem sabe se alguém os transforma em realidade! Quem sabe...

CENTRO DE NEGÓCIOS DO SOITO

criar PDF versão para impressão enviar por e-mail

Centro de Negócios Transfronteiriço do SoitoEstão abertas as candidaturas a empreendedores que queiram usufruir de um espaço próprio no Centro de Negócios Transfronteiriço do Soito.

Com a criação do CNT, pretende-se dotar o concelho de uma infra-estrutura onde os empreendedores e empresas usufruam de espaços próprios e ainda de um conjunto de incentivos e meios que visam potenciar a capacidade de empregabilidade, crescimento e desenvolvimento local.

Os interessados deverão visualizar o REGULAMENTO para tomar conhecimento das normas e condições estabelecidas. Deverão posteriormente imprimir e preencher o FORMULÁRIO DE CANDIDATURA e entregá-lo na Autarquia do Sabugal. Poderão igualmente submetê-lo via CTT para a Seguinte Morada:

Câmara Municipal de Sabugal
Praça da República
6324-007 Sabugal


Para mais informações:

Telf.: 271 751 040
Fax: 271 753 408
E-mail:
geral@cm-sabugal.ptEste endereço de email está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email


CLIQUE AQUI para visualizar ou fazer o download do FORMULÁRIO DE CANDIDATURA.
CLIQUE AQUI para visualizar ou fazer o download REGULAMENTO DE ADMISSÃO E FUNCIONAMENTO.
CLIQUE AQUI para visualizar ou fazer o download da PLANTA DO 1º ANDAR.
CLIQUE AQUI para visualizar ou fazer o download da PLANTA DO RÉS-DO-CHÃO.

26 maio 2008

O PREÇO DA GASOLINA EM PORTUGAL



"O engenheireiro arranja sempre uma maneira de embrulhar as suas políticas para o seu lado.
Vejam só a pérola dos aumentos do combustível:
"Quando os senhores estavam no governo, o ISP era de 70%, ao passo que agora baixámos para 65%".
Vamos então fazer as contas:

no tempo da "outra senhora":
70% x 1 € = 70 cent
70 cent x 1 $/€ = 0.70 $

agora, com a descida socrática:
65% x 1,5 € = 97 cent
97 cent x 1,5 $/€ = 1.4 $

É a engenharia no seu sentido mais sublime, ao serviço da aldrabice ao zé pacóvio!


24 maio 2008

A HISTÓRIA DOS NOSSOS EMIGRANTES CONTADA POR JOSÉ VIEIRA

A história dos milhares de emigrantes portugueses por terras de França ainda está por contar.
José Vieira, luso-francês, hoje realizador de cinema, também foi emigrante e tem procurado tirar da amnésia social esta parte da história portuguesa. Ainda este mês passou num canal francês um filme acerca dos emigrantes portugueses onde se retratavam as condições em que eles se encontravam. As histórias dos nossos emigrantes, onde se inclui o meu pai, são anos de vida passados nos arredores de Paris e ainda hoje continuo sem saber muito bem o que lá fizeram, como lá viviam, como lá passavam os dias...o José Vieira afirma que é uma história que podia continuar blindada pelo silêncio, porque não enaltece ninguém: nem Portugal, nem França e nem os seus protagonistas. Nos anos 60 havia uma centena de bairros de lata na região parisiense, os chamados bidonvilles para onde iam os portugueses que chegavam à França. O próprio José Vieira cresceu no bidonville de Massy, no Sul de Paris.

Eram como os bairros de lata que há hoje à volta da cidade de Lisboa. Locais lamacentos que se propagavam ilegalmente em baldios e terrenos abandonados à beira de edifícios e torres modernas. Viviam em barracas com água a brotar do solo húmido. Por causa da lama, conta José Vieira, "as pessoas tinham dois pares de sapatos-um par para andar no bairro, outro para sair".

"Eu não me vim embora por vergonha!" admite um ex-emigrante no filme de José Vieira.




José Vieira


Foi assim que Malcata( aldeia dos pais de José Vieira) foi perdendo os seus filhos para os bidonvilles franceses. E poucos voltavam para contar como se vivia lá. Os emigrantes portugueses trabalhavam na Renault, na Citroen, na construção civil, nas auto-estradas, nos jardins e a maioria vivia nos bidonvilles à volta de Paris.


Pessoas entrevistadas pelo José vieira?! Conhecem algumas...penso que sim.

"O Belmiro, o homem que fazia o transporte dos emigrantes portugueses, passou o mês todo a fazer viagens entre Malcata e os bairros de lata." diz o José Vieira a uma revista de cinema.
Os filmes de José Vieira vêm ao encontro da necessidade dos filhos dos emigrantes conhecerem melhor a história dos seus pais. Dois filmes de José Oliveira: A fotografia rasgada, de 2001, e O País onde nunca se regressa.



21 maio 2008

SABUGAL CONVIDA-NOS A IR LÁ COMER

CIRCUITOS GASTRONÓMICOS, de 21 a 25 de Maio




Os “Circuitos Gastronómicos”, a decorrer entre os dias 21 e 25 de Maio, terão por palco vários estabelecimentos de restauração aderentes do Concelho do Sabugal e da Mancomunidad do Alto Agueda.
A cozinha tradicional típica da região, a animação e o bom atendimento, são alguns dos motivos porque não pode perder este evento... venha surpreender os seus sentidos!

Com subordinação ao tema «uma viagem pelo património do saber-fazer», o Município do Sabugal no sentido de colaborar com os operadores da restauração e similares promove a acção “Circuitos Gastronómicos”, tendo como principais objectivos a divulgação da gastronomia tradicional da Região Raiana; a contribuição para a promoção sócio-económica e turística da Região e ainda a integração desta acção na dinâmica da Festa do Mundo Rural/Mostra Agro-alimentar do Alto Côa.

A data da realização, foi escolhida tendo em conta a previsível afluência de pessoas à região tendo em conta o feriado de 22 de Maio.

Os Circuitos Gastronómicos são uma acção aberta a todas as entidades comerciais de restauração e similares da região transfronteiriça, desde que integrem os objectivos da realização e cumpram o estipulado nas “Normas de Funcionamento”.

CLIQUE AQUI para visualizar o programa com os menus gastronómicos.

EVA-UM BOM PROJECTO PARA AS ESCOLAS DO SABUGAL

EVA-Espaço "Vida Activa", é um programa que vai ao encontro das reais necessidades dos alunos que frequentam a escola. Todos sabemos que os nossos filhos fazem um percuso de 9 anos de escolaridade obrigatória. Agora está na moda os Currículos Alternativos, com várias actividades práticas, trabalhos manuais, carpintaria, informática, que visam a integração do aluno na vida activa. Quando chegam ao fim desses 9 anos o que acontece a estes adolescentes?
Na maioria das escolas não acontece nada.Mas felizmente que há excepcções, e este é o caso da Escola EB 2.3 de José de Passos em Guifões, Matosinhos.

Espaço "Vida Activa"


Este EVA é constituído pelas áreas do Saber Fazer/Estar/Ser da vida diária do adolescente, futuro homem ou mulher( cozinha, sala, quarto, área de estudo e de criatividade ), onde aprendem a cozinhar, a fazer a cama, a engomar roupa e a coser.
O objectivo do EVA é que os alunos com necessidades educativas especiais ( e também os do regime de educação normal) adquiram competências que lhes permitam independência pessoal, promovendo a total autonomia na idade adulta.
Este espaço foi inaugurado ontem, 20 de Maio de 2008, na Escola EB 2.3 de José de Passos, a uns mil metros da minha residência e é de louvar este tipo de iniciativas por parte das escolas.
Este projecto tem cabeça, tronco e membros e não tem nada a ver com o currículo alternativo do Centro de Emprego da Guarda ( Equivalência ao 9ºAno=Jogador de Futebol).
Este projecto tem o apoio de mecenato e da Câmara Municipal de Matosinhos.

A Câmara Municipal do Sabugal e o Agrupamento escolar do Sabugal, têm aqui um exemplo prático e útil para o ensino dos alunos do concelho.



20 maio 2008

A REVOLTA DAS PESSOAS DO SOITO IMPEDE O FECHO DA ESTAÇÃO DOS CTT




DECISÕES INCOMPREENSÍVEIS E FASCISTAS!!!

"Na manhã de 19 de Maio, o povo soitense reuniu-se junto à Estação de Correios do Soito, em manifestação contra o fecho daquela dependência. A população reivindica que o horário se mantenha, dado que foi alterado.

Em sinal de protesto contra aquilo que julgam «mau» para o Soito, a população desta vila, concentrou-se junto às instalações da Estação dos Correios, perto da hora de fecho da manhã, para impedir que o novo horário imposto entrasse em vigor.
Em declarações ao Cinco Quinas uma residente do Soito presente na manifestação disse que foram informados desta decisão «à última hora», ou seja, na sexta-feira, altura em que afixaram um papel a informar quanto ao novo horário. «Nós estamos aqui a impedir, para a estação não fechar», referiu, argumentando: «Queremos a estação aberta porque é necessária.»
Roberto Lavrador, tesoureiro da Junta de Freguesia do Soito, referiu ao nosso jornal que «Os correios de Portugal decidiram fechar a estação do Soito da parte da tarde sem pedir autorização à junta de freguesia do Soito. Não nos enviaram nenhum comunicado a explicar as razões do fecho. Simplesmente decidiram colocar este papel na sexta-feira e ficou o facto consumado, e não é assim, as coisas não se processam assim», explicando: «Seria para entrar hoje em vigor. Foi feito à revelia de toda a gente com o desprezo total à população do Soito, sem dizerem nada a ninguém, nem comunicaram à junta de Freguesia, nem ao posto da GNR. Foi tudo feito à moda antiga, à moda fascista.»
Os populares mantiveram-se unidos na manifestação, não deixando sair o funcionário dos CTT «enquanto isto não for resolvido», disse o tesoureiro, reivindicando: «O funcionário tem de cumprir o horário que estava, nós não aceitamos este horário.»
«Já foi enviado um ofício na quarta-feira passada, dia 14, a pedir explicações sobre este assunto, até à data não responderam. De qualquer forma aguardamos uma resposta», explicou Roberto Vaz Lavrador.
José Matias, presidente da Junta de Freguesia junto às instalações dos CTT dirigiu-se aos presentes apelando «para que o povo se mantivesse durante a tarde junto à estação de correios», referindo que «eles mentiram-nos, porque querem fechar isto duas horas da parte da tarde, e não nos disseram nada, que era fechado por eles quererem. Estou a negociar com a Directora dos Correios de Portugal, Maria Portugal, para não fecharem.»
Neste momento, e após uma conversa telefónica com a administração há a indicação de que, para já, e durante a semana que agora começou vai haver negociações para solucionar o problema, mantendo-se a funcionar no horário normal".
in "Jornal Cinco Quinas"

Se esta ordem dos CTT fosse numa estação da cidade de Lisboa, Porto ou numa cidade como por exemplo, Paris, as pessoas protestariam e os jornais e televisões massacrariam os portugueses com directos do local e até eram capaz de mostrar o cão, o periquito, as explicações por parte de algum Gestor dos correios. Só que este facto aconteceu na Vila do Soito, no concelho do Sabugal, distrito da Guarda e em pleno século XXI. Nós, os que lá vivem, aqueles que lá nasceram mas tiveram que sair de lá e "fazerem-se" à vida, sabemos onde fica a Vila do Soito e a necessidade e importância que algumas instituições têm para nós. Os correios, infelizmente continuam a ser os únicos, é um serviço necessário para as populações que vivem no interior do país. As tecnologias de informação não vieram solucionar os problemas e as necessidades desta gente. Quem lhes fecha uma estação "porque Lisboa assim escreveu" não tem o juizo todo, não conhece o verdadeiro país em que vive. São decisões tomadas com os cotovelos apoiados numa secretária onde tem um computador, telemóveis, pen-drives e trabalha em ambiente bem climatizado. Esses senhores nunca desceram ao Soito, a Malcata ou a uma destas aldeias do Sabugal. Saiam da área de conforto em que tomam estas decisões e venham ver a m..e..r..d..a que fazem.Se não acreditam, reflictam nisto até sexta-feira, data que a população do Soito aceitou para ver a situação resolvida: A Câmara do Sabugal está a terminar a construção do Centro de Negócios do Soito. Trata-se de um centro preparado para receber 32 pequenas empresas, nas quais todos depositam muitas esperanças e começam a ver o futuro das suas vidas mais alegre, mais airoso. São novas oportunidades de negócio, de trabalho e de aumento de serviços para os CTT. Será que quem decidiu fechar a estação dos correios do Soito desconhecia estes investimentos e o potencial que pode trazer aos próprios correios? A Câmara do Sabugal está a investir dinheiro e nós sabemos que os recursos desta autarquia são escassos e tudo tem que ser bem investido. Será que algum empresário ou novo empreendedor que surja, vai investir no Soito sabendo que os serviços de correio só funcionam durante a manhã? Onde é que já se viu abusos destes?
Razão têm os habitantes da Vila do Soito. Força amigos, mostrem que têm sangue raiano, abram as gargantas e gritem bem alto por respeito, justiça e não esmoreçam nem tenham medo de incomodar o sono do lince da Malcata, até porque se ele vos ouve aparecerá à porta dos correios também a protestar pelo abandono e desprezo da sua espécie.

19 maio 2008

TERRENO À VENDA



(Faça clic para ampliar)

CHEGA DE NOS ROUBAR

Vamos fazer a diferença!

Isto tem que começar por algum lado!
Vamos passar a palavra e não ser indiferentes, temos que fazer com que as coisas mudem!
A subida vertiginosa dos preços dos combustíveis tem que parar e temos que fazer com que baixem!
Para tal vamos combinar três dias nacionais seguidos de NÃO ABASTECIMENTO NA BP, GALP e REPSOL!
Esses dias serão o 1 -2 -3 de Junho que vem!
VAMOS FAZER A DIFERENÇA!
Nesses dias abasteçam em outros postos de combustíveis tais como a Esso, Total, Continente (antigo Carrefour) e Eleclerc!
Juntos teremos força para baixar os lucros destes gigantes!
Agora é só passar a palavra com urgência!
Estamos farto de ser levados na hora de pagar!
CHEGA! SEJAMOS UNIDOS PORTUGUESES E TODOS OS QUE TENTAM SOBREVIVER EM
PORTUGAL!

NÃO ESQUEÇAM : 1 - 2 - 3 de JUNHO que vem NÃO ABASTECIMENTO NA BP, GALP e REPSOL!

FORÇA
PORTUGAL!

in Zedaldeia.

Vamos lá mostrar a força da razão! Muitos portugueses se interrogam:

Porque razão a Galp em Portugal tem o preço dos combustíveis mais elevado do que em Espanha? A gasolina e gasóleo saem das refinarias portuguesas e é transportada para Espanha e colocada nos posto da Galp com preços mais baixos. Há alguém do governo que explique como é que uma empresa portuguesa prejudica os portugueses em milhões e milhões de euros! O que esta empresa merece é que os portugueses deixem de abastecer nos seus postos.

17 maio 2008

A MELHOR ACADEMIA DE FUTEBOL

É assim que o Ministério da Educação vai transformar os analfabetos em mão de obra qualificada. Um curso de Equivalência Escolar ao 9ºAno de Escolaridade designado por "Jogador/a de Futebol" a iniciar em Dezembro de 2007(iniciou mesmo?), para jovens entre os 15 e os 25 anos, com o 6º ou 7º ano de escolaridade, cuja saída profissional é a de jogador/a de futebol.
Ora disto é que os grandes clubes não se lembraram de fazer. Mas o Centro de Emprego e Formação da Guarda lançou este curso. Como estará a decorrer o dito? Há muita miudagem que sonha ser jogador ou jogadora de futebol. Agora que isto dava equivalência ao 9ºAno de escolaridade...poucos devem saber. Será que o primeiro ministro sabe? E o secretário de Estado da Educação, sr.Walter Lemos sabia deste curso antes das palavras ditas aos jornais? Entre outras coisas, esse sr. secretário disse que "...o Ministerio da Educação mantém-se empenhado no desenvolvimento do Programa Novas Oportunidades, no qual foi possível, em dois anos, melhorar as qualificações de cerca de 100 mil adultos em todo o país." E depois afirma espantado que "não compreende as críticas de alguns sectores face á formação ministrada no Programa Novas Oportunidades"
Mas este senhor o que anda a fazer no Ministério da Educação? Como já li por aí o que os nossos jovens devem fazer é chutar na bola, completar o 9ºAno, a seguir completar o 12ºAno mesmo que seja a degustar cerveja...e se continuar a treinar bem, ainda acabam por tirar o Curso de Engenharia.
Ao que nós chegámos...e eu a inscrever-me no Programa Novas Oportunidades. Valerá mesmo a pena?Ou é mesmo para aproveitar?

13 maio 2008

CAPEIA ARRAIANA EM LISBOA



XXX Capeia Arraiana da Casa do Concelho do Sabugal


A XXX Capeia Arraiana da Casa do Concelho do Sabugal, associação regionalista com sede em Lisboa, realiza-se no dia 31 de Maio de 2008, às 17 horas, na Praça de Touros do Campo Pequeno.

ccs-cartazcapeia-w01.JPG
A Capeia Arraiana é uma tourada única no Mundo com origem nas Terras de Ribacôa mais concretamente nas aldeias raianas do concelho do Sabugal, no distrito da Guarda. A tradição das Capeias cuja origem se perde nos tempos é uma manifestação viril da juventude arraiana aliada à presença do «Forcão» em praças improvisadas nas aldeias. O «Forcão» é um instrumento de madeira em forma de triângulo, com um peso aproximado de 300 quilos, constituído por fortes troncos de carvalho, bifurcados à frente e reforçados no meio por
madeiros transversais. Na frente destacam-se as duas galhas, esquerda e direita, para que o touro possa marrar numa luta constante entre a força do animal e a valentia dos rapazes desenhada num bailado permanente quer rodopiando quer aguentando as investidas do animal. É importante destacar que o touro não é picado nem batido e no final sai da praça sem nenhuma ferida ou sangue visível.
Nas terras raianas do Sabugal a Capeia Arraiana é antecedida do encerro que consiste em trazer os touros vigiados por cavaleiros desde os seus lameiros em Espanha até à aldeia onde se realiza a tourada. Com a chegada dos emigrantes no mês de Agosto a Capeia acontece quase diariamente nas várias aldeias sabugalenses.
A Casa do Concelho do Sabugal foi fundada a 13 de Fevereiro de 1975 por alguns naturais do concelho do Sabugal, radicados na capital.
A primeira Capeia Arraiana em Lisboa, teve lugar na Praça de Touros do Campo Pequeno em 1978 e desde então foram realizadas todos os anos (com excepção de 2007) pela Casa do Concelho do Sabugal. As obras no Campo Pequeno obrigaram a que algumas edições tivessem lugar nas praças de Cascais, Vila Franca de Xira, Sobral de Monte Agraço, Moita e Paio Pires e por convite já foram realizadas exibições em Arruda dos Vinhos e Santarém.
A edição de 2008, a XXX Capeia Arraiana da Casa do Concelho do Sabugal, volta ao «novo» à Praça de Touros do Campo Pequeno no sábado, 31 de Maio de 2008 com início marcado para as 17 horas.
A Direcção da Casa do Concelho do Sabugal convidou especialmente o Procurador-Geral da República, Fernando Pinto Monteiro, o Presidente da Câmara Municipal do Sabugal, Manuel Rito Alves, o Arcebispo de Évora, D. José Alves, o Presidente da Câmara de Alcobaça, José Sapinho, a Directora do Museu Oriente, Natália Correia Guedes, os deputados do Círculo Eleitoral da Guarda e outras individualidades com ligações à região.
A Festa contará, igualmente, com a presença dos muitos sabugalenses radicados na Grande Lisboa e daqueles que residem no Sabugal e se estão a organizar em vários autocarros para assistir à Capeia na capital.
Os bilhetes estão à venda na Casa do Concelho do Sabugal, Avenida Almirante Reis, 256, 2.º, Dto. em Lisboa ou no próprio dia da Capeia nas bilheteiras do Campo Pequeno.


Por: Gabinete de Comunicação e Imagem, Casa do Concelho do Sabugal: José Carlos Lages
in blogue "Capeiaarraiana"

12 maio 2008

IR A FÁTIMA SEM SAIR DE CASA

www.tvFatima.com é o novo canal digital com formato televisivo lançado hoje “on-line”pela empresa VirtualNet especialista em desenvolvimento de conteúdos e multimédia.

O novo canal emite vídeos com informação actualizada dos acontecimentos religiosos, culturais, desportivos, políticos e empresariais em formatos que passam pela reportagem, entrevistas e documentários, disponibilizando informação e conteúdos diversificados e completos.

Para além da divulgação de toda a região, a tvFatima procura conquistar espaço no contexto internacional, em particular junto da comunidade portuguesa e de todos os fiéis de Fátima, estando prevista a sua emissão bilingue. A transmissão em directo de eventos relevantes nos diversos domínios é agora uma realidade, criando-se uma união com todos os pontos do mundo onde haja uma ligação à Internet.

08 maio 2008

SERRA DA MALCATA: QUE BELEZA, MAS QUE BELEZA!

"E que tal uma aventura TT (4x4) pela Malcata? O amigo AC entrou na aventura e lá fomos com 2 Suzuki's... Malcata fora! Digo-vos uma coisa... o BTT pode ser duro, mas o TT também não é para meninos de coro!!! A malta chegou bem moída ao fim do percurso e ainda me lembro da camisinha do AC que era branquinha e ficou... cor da terra!! Lol
Fomos conhecer a fronteira da Beira Baixa com a Beira Alta, Espanha logo ali ao lado, o Alimentador de Abutres da Malcata, e a Quinta do Major, onde aproveitámos para fazer mais uma daquelas Geocaches que só os malucos e arrojados conseguem fazer!!!! Mais uns dias e temos mais um praticante do Geocaching... é ou não é Sr. Cabaço!!!!?????

Para terminar, passamos na (aldeia de xisto) Malcata e acabámos a comer uns enchidos e salgados, imagine-se... na casa da paróquia local com o Sr. Padre (radical)! 5*****
htt
Abençoados com um dia destes, chegámos à cidade de alicastro já a noite caía....."

São dias destes que dão cor à vida... eu já o tinha dito antes!!!!!





Estas imagens e este testemunho encontrei-o no blog http://www.btthal.blog.com/
Gente que gosta de descobrir os encantos da Natureza através de "passeios" em bicicleta e em jipes, mesmo que não sejam deles...mas é uma experiência e um testemunho que mostra bem a importância da serra da Malcata, da aldeia de Malcata e da hospitalidade que espera quem nos visita.
Este grupo participou no passado 25 de Abril no passeio BTT organizado pela Junta de Freguesia do Meimão. Mesmo cansados, aceitaram o desafio dos amigos para conhecer melhor a serra da Malcata e a aldeia com o mesmo nome. Com certeza que esta experiência não a vão esquecer e marcará as suas passeatas futuras.
Meus caros F.Mike, J.Valente, R.Mendes e amigos voltem mais vezes e porque não convencerem o nosso presidente de Junta a organizar um passeio em Malcata, com passagem pela Serra da Malcata? Olhem que os caminhos não são tão íngremes como no Meimão. Podem perguntar ao nosso pároco, Pe.César, pois tenho a certeza que confirmará o que escrevo.

07 maio 2008

QUANTOS MILHÕES DE EUROS DO QREN VÃO PARA O SABUGAL?





Albufeira da barragem do Sabugal( Em Malcata )


A Comunidade Urbana das Beiras, a que o Sabugal também pertence, vai receber do QREN 60 milhões de euros. Estes milhões vão apoiar investimentos listados pelos outros membros da Comurbeiras. Entre esses investimentos, apresentados no Plano da Comurbeiras em 2007, estão a criação de um pólo de competitividade agro-industrial, plataformas logísticas, um aeroporto da Beira Interior e diversas acessibilidades. O reforço do turismo na Serra da Estrela, Foz Côa, Douro e rede das Aldeias Históricas constitui outro dos capítulos do plano.
É de louvar o trabalho feito pela Comurbeira. Agora esperamos que os milhões sejam bem aplicados e que todos os municípios que integram a comunidade sejam realmente beneficiados.
Para o Sabugal, estão previstos várias obras:
- Centro de Negócios do Soito;
- Ligação da A23 à fronteira, com uma via estruturante que passará
pelo Sabugal e pelo Soito;
- A revitalização das Termas do Cró;
- Parque de Campismo a instalar nas imediações do Sabugal;
- Ampliação do Parque Industrial;
- Construção de um Parque Temático junto à albufeira da Senhora da Graça.


A Junta de Freguesia de Malcata já está em campo e tem a mão cheia de projectos também à espera de uns "euritos" e a aldeia bem necessita desses investimentos.





Outro dos projectos a ser realizado é um percurso pedestre, com placas explicativas durante o caminho e permitir uma ligação da serra da Malcata à barragem.Aqui a Junta de Freguesia vai contar com o apoio da Reserva Natural da Serra da Malcata.
Com Qren ou sem Qren estes projectos vão avançar.



O QREN se chegar para as obras na freguesia de Malcata tenho a certeza de que será bem gerido e aplicado. Claro que a Junta de Freguesia anseia pela execução destes projectos e todos sabemos que a freguesia tem poucas receitas e saco azul não existe. Se Malcata tem projecto para um Parque de Campismo, com projecto já entregue na Câmara, está bem colocada para que o QREN aprove e comparticipe. Estes projectos, grandes para a aldeia e pequenos para uma junta de freguesia alfacinha, também merecem ser acarinhados e ajudados. Nestes últimos anos, a aldeia de Malcata foi ceifada de muitos lados. Primeiro foi a Reserva Natural, veio a barragem e agora são as torres eólicas. Todos mexem nas terras dos malcatenses e compensações poucas ou nenhumas. A Junta de Freguesia de Malcata nunca baixou os braços e quem sabe se fosse ainda mais "reinvidicativa" dos seus legítimos direitos tivesse obtido compensações por tudo o que passou nestes últimos anos. Em boa hora a Junta avançou com estes projectos. Todos queremos que se tornem realidade.

05 maio 2008

PALAVRAS DITAS SOBRE O FUTURO DO LINCE NA MALCATA

Blá,blá,blá,blá...é necessário assumir claramente que a Reserva Natural da Serra da Malcata merece acolher o falado Centro.

04 maio 2008

O PAÍS ESQUECIDO


"Quando iniciei a subida para a Beira, aconteceu o milagre: redescobrir a vida. Soltava-me, libertava-me. À minha volta, o mundo reanimava-se. Havia árvores, espaços, silêncios, intimidade.
...Trazia comigo todas as infecções e defeitos da "civilização". Claro que revi o afortunado Jacinto (o do Eça), a subir a serra e a exclamar: "Que beleza!". Mas eu ia de automóvel e vinha poluido. Não merecia. Arriscava-me a estragar tudo e a espalhar por ali infames, implacáveis, o betão e os centros comerciais e soltar por montes e vales as filas deprimidas, escanzeladas, cinzentas, destruídas, a massa desolada dos que constróem o "progresso"- o cortejo resignado dos novos
escravos.

E no entanto, eu atravessava o Interior abandonado, o tal Portugal que o poder esqueceu.
Ora, em vez de o lamentar, pensei, pensei isso!, que a Beira deveria proclamar, urgentemente, a independência, estabelecer mais do que uma fronteira, um cordão sanitário - e salvar o que resta. A partir daquilo que o "progresso" desprezou- a vida à medida da vida - recriar quanto falta ao "progresso" monstruoso, obras dos contabilistas e cabos de esquadra, do nosso país ofendido - salvar a Cultura. Depois, pensei que era ao país que cabia, urgentemente, redeclarar a independência - atirar borda fora os iluminados ( e refastelados ) neoliberalistas, neoeconomicistas e novos Calistos Elóis, que nos entortam a vida e
endireitam a deles.
Certamente, milhares e milhares se livrariam da grilheta que lhes tolhe o movimento e os obriga a conhecerem - e só - o caminho da manjedoura, onde os donos lhes servem, parcimoniosa e essencialmente, a comidinha necessária para os manter vivos e úteis ( produtivos ).
E, certamente, o Portugal desertificado se repovoaria. Sem campos de golfe - porque era o meu terror: adiante, logo a seguir à curva, esbarrar com um campo de golfe.


Aconteceu isto quando resolvi ir à Guarda festejar o que quase já não se festeja: o 25 de Abril. Esperava-me ( sabia-o ) um precioso "núcleo de resistência": o Teatro Municipal da Guarda

Teatro Municipal da Guarda(TMG)



TMG-Pequeno auditório(164 lugares)




TMG-Grande Auditório(626 lugares)





TMG-Galeria de Arte


- um pólo cultural, que ultrapassa a Beira. Num ano, 334 iniciativas, 109 mil visitantes. E no TMG, ouvi Carlos do Carmo cantar, admiravelmente, e sublinhar a inestimável importância da Cultura. Reconfortou-me. Consolou-me. Talvez a recuperação do país nas lonas já tenha começado ali."
Autor deste texto publicado pelo J.N.de 4/5/2008: Manuel Poppe







Mais dados sobre o Teatro Municipal da Guarda





Números apresentados pelo Director do TMG, Américo Rodrigues:
No último ano, assistira às 339 sessões do TMG 45014 pessoas. Somando a este número os participantes em actividades organizadas por outras entidades ( 2906 ) e os utilizadores do Café Concerto (61413), as actividades do TMG chegaram a mais de 109 mil pessoas, durante o terceiro ano de funcionamento do teatro.
O TMG promoveu numerosos ciclos e festivais, como o Ciclo Vozes de Outro Mundo, o 1ºFestival Internacional de Guitarra da Guarda, o Acto Seguinte-Festival de Teatro da Guarda, o Festival Y#5, o Outonal-Festival Música da Guarda, o Síntese-Ciclo de Música Contemporânea da Guarda, o Ciclo Campainhas e C@mpanhia Ilimitada e o InBlues-Festival de Blues da Guarda. Na programação do último ano actuaram no TMG artistas, bandas e companhias de Portugal, Espanha, França, Reino Unido, Roménia, EUA, República de Tuva, Noruega, Canadá, Rússia, Bélgica, Argentina e México.




03 maio 2008

NOVOS PROJECTOS PARA MALCATA









PROJECTOS PARA MALCATA

-A criação de um parque de campismo rural

-Percurso pedestre

Dois projectos que esperamos ver construídos brevemente na freguesia de Malcata.

O Presidente da Junta de Freguesia disse ao Jornal “Cinco Quinas”:

«Esperamos que as coisas corram bem, e que dentro de meio ano as coisas já estejam efectivadas». O processo de viabilidade do projecto do Parque de Campismo Rural com piscinas já deu entrada na Câmara Municipal do Sabugal, e segundo o presidente da junta de Freguesia «estamos a aguardar a informação se podemos avançar com o projecto ou não. A partir do momento em que tivermos essa informação avançaremos o mais breve possível.»

O futuro empreendimento ficará localizado junto à área desportiva de Malcata, para assim «evitar alguns gastos supérfluos, aproveitando alguns elementos que já existam no parque». Pelo facto de este ser rural, terá uma área de cinco mil metros quadrados, «penso que será suficiente para a nossa freguesia, estamos a tentar implementar o elemento piscina no parque para ser mais atractivo», referiu, adiantando: «Ou através de candidatura ao QREN, ou por meios próprios, o projecto é para avançar», assegurou Victor Fernandes quanto ao financiamento do mesmo.

«Vamos tentar fazer a ligação entre a serra e a barragem» referiu, quanto ao projecto do percurso pedestre a desenvolver dentro da freguesia. Este projecto terá um percurso explicativo, e contará com o apoio da Reserva Natural da Malcata, que colocará placas ao longo do percurso com informação explicativa dos elementos presentes no trajecto.

Estas notícias foram lidas no “Jornal Cinco Quinas” on line.

AS OBRAS DA ESTRADA DE MALCATA


Depois de as obras da Estrada Municipal, que dá acesso a Malcata, terem estado paradas desde Agosto de 2007 até ao passado mês de Fevereiro de 2008, espera-se( estou pr'a ver) agora a sua conclusão para breve. O nosso Presidente da Junta de Freguesia, Victor Fernandes, afirmou ao Jornal Cinco Quinas que«pensamos, e segundo a informação que temos, que daqui a dois meses a estrada de Malcata esteja pronta, já com as faixas marcadas e com as protecções laterais".


As obras da estrada estiveram paradas quase seis meses e o Sr.Victor Fernandes bem se esfarrapou a tentar desbloquear a situação, mas o seu poder e influência comparado com outros poderes e outras forças levaram-no muitas vezes a sentir-se impotente para que as obras demorassem assim tanto tempo.

A estrada de Malcata vai ficar com 5 Km de extensão, em vez dos seis que tinha antes. Segundo as palavras do Presidente de Junta de Freguesia de Malcata dadas ao Jornal Cinco Quinas "foram-lhe retiradas algumas curvas, e cortadas em algumas zonas, portanto, vai ficar um pouco mais curta. Penso que depois das obras terminadas, podemos dizer que a estrada de Malcata deve ser das melhores estradas que o concelho do Sabugal tem".



02 maio 2008

ALDEIA DE MALCATA MERECE TER UMA DAS PORTAS DE ENTRADA PARA O CENTRO DE REINTRODUÇÃO EXPERIMENTAL DO LINCE IBÉRICO

Algum malcatense viu na aldeia este senhor? Os jornais e as televisões anunciaram que hoje, 2 de Maio de 2008, este senhor está no Sabugal e em Penamacor a anunciar o que chama de Plano de Acção para a Conservação do Lince-Ibérico em Portugal.
O nome do plano é grande...e o Plano que andou em discussão até 5 do passado mês de Dezembro de 2007, apenas tem 13 páginas. Já o li e não passa de mais um plano como tantos outros que já se fizeram para salvar aquilo que já não existe. O Lince Ibérico escafedeu-se da Serra da Malcata. Foi viver para terras espanholas, quem sabe se nuestros hermanos lhe terão facilitado a vida oferecendo-lhe melhores condições para viver e procriar. Por cá, estuda-se, planeia-se, publica-se papelada para alguns darem sugestões e "acção" nenhuma mesmo. Quem ler o documento do Plano de Acção para a Conservação do lince vai reparar que o plano é, dizem os autores, prioritário e com um calendário de execução até 2012, conta com os proprietários e mais uma série de parceiros. E depois de 2012?Bem, resta-nos a informação de que o "Plano de Acção será actualizado em cada 5 anos, com base na evolução do estado de conhecimentos relativos à espécie, particularmente ao nível das alterações temporais de distribuição e efectivos, evolução do programa de reprodução em cativeiro e reintrodução."

E onde vai ser construido o Centro de Reintrodução Experimental?
O Plano define as seguintes acções:
"-Identificação do local de instalação de um cercado de reintrodução experimental;"
- Projecto e construção do cercado de reintrodução experimental.
Prioridade: Média
Calendário: A defenir
Parceiros: Proprietários/Gestores dos terrenos, Unidades de Investigação
Financiamento: FEDER(Programas operacionais regionais); sector privado.

Ou seja, ninguém sabe onde e quando vai ser construido o Centro de Reintrodução Experimental! Melhor dizendo, os políticos dizem que é na Reserva da Serra da Malcata. Os políticos de Penamacor também já falaram da importância da criação desse centro na Malcata. Agora a definição concreta do local, dos seus acessos para futuras visitas pelos curiosos e interessados pela espécie em causa...está no segredo dos deuses.
Para mim, esse Centro de Reintrodução Experimental devia ter uma das suas "portas" de entrada pela aldeia de Malcata. Ao menos que os políticos do Sabugal se lembrem que Malcata, para além de ser Reserva Natural, é também uma aldeia inserida nessa Reserva e como parceira legítima,também tem direito a beneficiar dos Planos de Acção que o Governo elabora para a Serra da Malcata. Os de Penamacor já têm a sede da Reserva, agora Malcata tem direito a transformar-se numa das importantes portas de entrada na Reserva Natural da Serra da Malcata.
José Nunes Martins, natural de Malcata

01 maio 2008

AS OBRAS ACABARAM...quase! ESTRADA E ETAR NOVAS!




As obras na estrada de Malcata estão mesmo na fase final. O piso está praticamente terminado e os trabalhadores têm andado a fazer os retoques finais. A estrada já tem oputras condições de segurança e conforto. Aqui ficam algumas imagens do suplício das obras.
Também a Etar de Malcata está praticamente com as obras terminadas.Vejam as imagens para recordar.

SECRETÁRIO DE ESTADO DO AMBIENTE VISITA MALCATA

Humberto Rosa deverá apresentar o Plano de Acção Nacional para o Lince.
O secretário de Estado do Ambiente vai estar em Penamacor na próxima sexta-feira, dia 2 de Maio, para uma visita à Reserva Natural da Serra da Malcata. Esta visita de Humberto Rosa acontece depois da polémica com as câmaras municipais de Penamacor e do Sabugal, na sequência da decisão do Governo em instalar o centro de reprodução do lince no Algarve e não nos concelhos onde fica a única área protegida criada em Portugal para proteger o felino. O governante deverá apresentar nesta visita o Plano de Acção Nacional para o Lince Ibérico, apurou o Reconquista junto do Ministério do Ambiente.

O presidente da Câmara Municipal de Penamacor quer aproveitar a visita de Humberto Rosa para sensibilizar o secretário de Estado para o projecto do centro de aclimatação do lince e de um parque temático cuja candidatura deverá ser apresentada até ao último dia do mês de Abril. Apesar de o concelho de Penamacor ter perdido o centro de reprodução, o presidente da Câmara Municipal mostra-se agora mais convicto na importância do centro de aclimatização.

“Muito sinceramente creio que para o município de Penamacor será preferível o centro de aclimatização do lince”, diz Torrão, para quem a atracção turística desta estrutura será “mais elevada que um centro de reprodução, esta é a leitura que eu faço”. Penamacor lançou recentemente uma marca que associa o concelho ao lince, designação que se encontra registada.
Por: José Furtado,in "Jornal Reconquista" de 30-04-2008

Há coisas que não entendo. Uma delas é o facto de Malcata,ou melhor, na aldeia de Malcata. não existir um posto de informação sobre a Reserva Natural da Serra da Malcata. Foi tudo para Penamacor e quem vai a Malcata à procura de informações acerca do que se pode visitar na reserva não há nada para oferecer. Porquê?