27 outubro 2011

PINTAR A ALDEIA DE MALCATA


 Foi entre tripés, pincéis e pintores de todas as idades e de todas as origens que a aldeia de Malcata viveu os dias 21 e 22 de Outubro. Pela primeira vez a arte da pintura aconteceu em Malcata. Os artistas trouxeram as telas em branco e no fim da tarde de sábado viveram-se momentos mágicos e emocionantes que jamais os malcatanhos irão esquecer.

19 outubro 2011

ACÇÃO POPULAR CONTRA AS EÓLICAS EM SORTELHA





ANÚNCIO PÚBLICO – Os advogados dr. Francisco Nicolau e dr. João Valente anunciam o patrocínio de uma acção popular contra as eólicas de Sortelha.
«Os advogados Dr. Francisco Nicolau (do escritório do Dr. Garcia Pereira, mas a título particular) e Dr. João Valente vão patrocinar acção popular pedindo a impugnação, por ilegalidade e nulidade de licenciamento dos parques eólicos de Sortelha, bem como dos concelhos limítrofes de Belmonte e Guarda, pelas razões e fundamentos já aqui aduzidos no Capeia Arraiana num anterior artigo de opinião, tanto mais que, corre voz pública, que o parque de Sortelha vai ser aumentado em mais seis torres geradoras.
Leia aqui:
http://capeiaarraiana.wordpress.com/2011/10/19/anuncio-publico/

18 outubro 2011


MALCATA EM TELA
(Pela mão da pintora Ondília)

Ti Maria na Rua do Carvalhão


Casa típica na Rua da Ladeirinha

15 outubro 2011


Nos dias 21 e 22 de Outubro, a iniciativa “Pintar Sabugal – Pintar Aldeias 2011”, organizada pela Associação de Desenvolvimento Sabugal (ADES) vai realizar-se em Malcata.
Para além do Grupo de Pintores do GART – Grupo de Artistas e Amigos da Arte, a ADES convidou os também os pintores locais do Concelho a estarem presentes e participarem no evento, assim como as crianças das Escolas com vocação para esta arte.Saiba mais aqui:
http://www.ades.pt//index.php?option=com_content&task=view&id=143&Itemid=1



04 outubro 2011

A RAPOSA DA MALCATA

Perdoem-me por dedicar esta mensagem a José Lucas, um homem grande. Este homem grande nasceu em Malcata e até aos 18 anos percorreu os vales e montes da serra que rodeiam a aldeia. Foi para terras de França trabalhar mas sempre com tempo para aprender. A pintura e a música transformaram a vida de José. Depois de umas dezenas de anos em França, regressou a Malcata e aos caminhos, montes e vales da serra. Os ares puros e limpos da serra da Malcata e as recordações de infância levaram este malcatanho a entranhar-se todos os dias a caminhadas que tão bem têm feito à sua saúde. Pelo amanhecer ou pelo anoitecer, só ou na companhia da sua esposa, José Lucas de lanterna na mão e dois bastões deixa-se diluir por meio de pinheiros e carquejas e nunca se mostra saturado de andar. E foi numa noite de luar, na companhia da sua esposa, José Lucas cativou uma raposa.E tal como no livro "O Principezinho", José Lucas voltou ao local de encontro durante várias noites até que o encontro aconteceu. Contou-me o José que um dia, na época da caça, depois de encontrar a raposa, afastaram-se os dois para zonas onde os caçadores estavam proibidos de caçar. Neste Verão senti o José muito preocupado com o futuro da raposa. A sua amiga casou-se e dera à luz pelo menos quatro filhotes. A liberdade para José é um valor dos mais nobres e está lentamente a afastar-se da raposa, pois não deseja interferir na vida familiar da raposa. E pela reacção do José percebi o sofrimento que este afastamento lhe está a causar. Muitos segredos têm os dois para contar.
P.S. : Estas fotografias foram-me cedidas por José Lucas.

02 outubro 2011

À DESCOBERTA DA SERRA DA MALCATA 5

Apresento hoje mais um pequeno vídeo "À Descoberta da Serra da Malcata". José Lucas sabe como cativar e fazer amigos. A Serra da Malcata é ainda um lugar que mete cobiça...
video