22 julho 2010

O CÔA DOS NOSSOS ENCANTOS



As duas fotografias recordam-nos aqueles dias de muito calor. Ficava a uns 40 minutos a pé, mas todos iam e vinham da "ribeira" contentes e felizes.Observem as semelhanças nas duas fotografias...TUDO desapareceu com a construção da barragem do Sabugal e resta a memória e as fotografias para mergulhar nas calmas e cristalinas águas do Rio Côa ao passar pela Ribeira Grande. Se alguém tiver nos seus baús fotografias deste paraíso, enviem que depois de digitalizadas volto a devolve-las. Ou então, enviem por mail.
Estas memórias não as podemos deixar esquecer, fazem parte das vidas de muitos malcatenses e de muita gente.



                                                                                                   

1 comentário:

Anónimo disse...

Que boa memória do rio Coa. Os passeios, os piqueniques, a cascata, a pesca, os cheiros e cores e sobretudo a paz.

Temos falta disso, mas fica gravada na memória da minha familia para sempre

Tom, Ilda e Ruben Olthof