PESQUISA

04 setembro 2009

LINHA DE APOIO INCÊNDIOS



Nos últimos dias o concelho do Sabugal foi invadido pelas chamas que provocaram uma vasta destruição, não só do património natural, mas também dos recursos que garantem o sustento e abrigo de algumas famílias. Segundo fonte popular, tudo indica que o fogo tenha sido originado por mão criminosa o que, a confirmar-se, é de lamentar.

De acordo com o Jornal Cinco Quinas, o incêndio teve origem no Casteleiro, na madrugada do dia 30 de Agosto de 2009 (Domingo), por volta da uma da manhã. Este rapidamente alastrou até às freguesias de Sortelha, Moita e Santo Estêvão. As condições atmosféricas adversas não ajudaram ao combate do mesmo, tendo sido mobilizados todos os esforços locais e outros da vizinha Espanha. Segundo a Autoridade Nacional para a Protecção Civil, estiveram no terreno “197 bombeiros (entre eles do Sabugal e Soito), 60 veículos de combate aos fogos, dois aviões canadair pesados espanhóis e um helicóptero bombardeiro pesado Kamov”.

A freguesia de Vale de Espinho não escapou, tendo sido também vitimizada pelas chamas.

Encontram-se já agendadas algumas acções de sensibilização, com o intuito de no futuro criar uma consciência geral de manifesto contra o fogo e de protecção e preservação a favor da riqueza natural do Sabugal. Como medida imediata foi já criada uma linha de apoio às vítimas dos incêndios que deflagraram no concelho.

A Linha telefónica de apoio é a seguinte: 271 751 045

Fonte: Jornal Cinco Quinas

Por: Sector de Informática ( da Câmara Municipal do Sabugal).

1 comentário:

rebelo disse...

Estamos bem entregues.
Os serviços da Camara do Sabugal souberam pelo jornal que o fogo começou no Casteleiro.
É o Sabugal no seu pior.