24 agosto 2013

MALCATA TAMBÉM É POESIA

   Albufeira da barragem do Sabugal

   A veia de poeta popular os amigos e conhecidos sempre souberam que morava com ele. Disse-me um dia que lá em casa tem montes de papeis escritos com quadras como estas:
Passavas sempre a cantar
Com a tua linda voz
Cortaram-te o caminho
Já não chegas à foz
--


Mas que importava
Molhar calça ou calção
A gente gostava disto
Nos meses de verão
....................................
   Quem ao ler estas duas quadras não consegue identificar a que se refere o nosso conterrâneo José Manuel Lourenço ( Zé Manel para os seus amigos e familiares ).
   Em boa hora Raquel Jorge convenceu o nosso poeta popular a aceitar a sua contribuição para a divulgação dos seus trabalhos. Aqui no http://www.malcataanosdehistoria.blogspot.pt/2013/08/as-velhas-acudes.html podem ler mais poemas do autor.
   

Sem comentários: