02 agosto 2011

EUGÉNIO MACEDO TEM OBRA EM MALCATA

 Nas Mãos de Deus
(Obra de Eugénio Macedo)

Eugénio Macedo é o autor do painel em granito que a Junta de Freguesia de Malcata está a implantar na Travessa do Calvário. Depois de se ter removido uma casa que havia ali, mesmo no início da Travessa do Calvário, a ideia de "recolocar" um antigo cruzeiro ali existente e há muito desaparecido, o "Calvário" criado pelo escultor Eugénio Macedo já lá está de pedra bem trabalhada por este artista. Esta é uma das muitas obras de arte espalhadas pelo concelho do Sabugal (a estátua do "Bombeiro" do Sabugal, a escultura da Nossa Senhora da Graça, o "Touro que está no Soito, o D. Sancho, em Alfaiates, o Bombeiro no Soito, o Acordeonista em Aldeia do Bispo...), pelo país como por exemplo, o Monumento ao Emigrante, na aldeia do Meimão, estátua do filósofo Agostinho da Silva, em Barca D'Alva tendo também obra feita para a comunidade portuguesa a residir no Canadá e que um bacalhoeiro é agora o orgulho do artista e dos portugueses.
Eugénio Macedo, para além de esculturas, em vários tipos de materiais, também se dedica à pintura e sempre que pode dedica-se à fotografia.
O facto de muitos o conhecerem pelo nome do "senhor" ou aquele "homem" que da cantaria faz estátuas, ele não considera isso uma atitude de menosprezo, mas sente que é a forma que as pessoas encontraram  para acolherem este artista no seu espaço, na sua cultura e na simplicidade das gentes raianas.
 Um bloco de pedra nas mãos de Eugénio Macedo ganha vida

À CONVERSA COM...Eugénio Macedo:

Josnumar:     Quem é o cidadão Eugénio Macedo?  

Eugénio Macedo: Apenas um individuo em fase de aprendizagem e com vontade de contribuir. Ser    prático e simples, é Eugénio Macedo.

Josnumar:   Onde e como adquiriu os Saberes e as Competências que revela nos seus trabalhos artísticos?     

Eugénio Macedo: A sociedade Carioca de belas artes (SARCA) no Rio de Janeiro, foi uma das minhas etapas entre outras, mas na verdade tudo isso é deveras elegante, vaidoso e só serve como título. Preferi o lado mais popular ou,  melhor dizendo,  mais marginal,  mãos à obra,  é uma e a única escola para a competência.

Josnumar:   A pedra continua a ser uma fatalidade na sua vida ou já se conformou com essa ideia?

Eugénio Macedo: Quem molda um bloco de granito em condições precárias, e dali tira alguma coisa que se veja alcança um tal gabarito que tudo o resto na vida se torna fácil, ou mais fácil. É um mestrado que pode ser aplicado no dia a dia em  quase  tudo. Da pedra só tiro o prazer do desafio, tenho criatividade suficiente, conhecimento e condições de moldar qualquer material sólido, mas a pedra é o único que ainda traz algum desafio.  E como explicar isto ao Mundo?



 A casa a derrubar na Trav. do Calvário



Josnumar:  O painel de granito "Calvário" encomendado pela Junta de Freguesia de Malcata está já à vista de todos. Como encarou este desafio e em que elementos baseou a concepção deste magnífico painel ?

Eugénio Macedo: A Junta de Malcata na pessoa do sr. Presidente Victor  Fernandes,  contactou-me com a ideia de dar vida aquele espaço,  que em tempos foi local de culto, partindo deste princípio e mais algumas perguntas foi o caminho até este trabalho ali implantado.


Josnumar:  A maior parte das sua obras são feitas por "encomenda" das Juntas de Freguesia, das Câmaras Municipais ou de associações. Alguma vez foi coagido na sua criatividade?

Eugénio Macedo:  Não de uma forma directa que altere de forma drástica a concepção, de uma maneira geral obtenho a confiança dos contratantes, a única e mais importante influência é sempre a limitação financeira,  mas mesmo assim,  não fico castrado tento tirar o melhor partido para fazer o melhor possível.

 Eugénio Macedo visita o local



Josnumar:  Eugénio Macedo é conhecido no Sabugal pelo "senhor/homem " que faz estátuas em pedra. Tem outras formas de expressar os seus sentimentos e as suas emoções?

Eugénio Macedo: Sim tenho sempre, quando me permito,  pinto ou desenho ou finjo que tudo está bem. Quanto ao “homem ,senhor” ou o brasileiro,  como  é comummente pregado,  não vejo como menosprezo mas sim  como uma forma de me incluir. Porque eu entendo que a maioria não tem arcabouço para entender minha profissão ou sou meio visto como fora do mundo deles. Dizendo de outra maneira,  a maioria nem acredita que as minhas obras são feitas pelas minhas mãos.. Eles pensam que elas apenas surgem.





 Das pedras Eugénio Macedo faz nascer vidas


Josnumar:  Como gostaria que as suas obras fossem vistas e reconhecidas?
Eugénio Macedo:
Não tenho nenhuma pretensão de reconhecimento,  a vida fala por si e as minhas obras têm vida própria e elas farão o mesmo.


Josnumar:  Quando apresentará a sua "Obra-prima"?

Eugénio Macedo: Ainda é um objectivo em fase de crescimento,  tal como eu. A obra  prima que almejo não tem compromisso com nada nem ninguém,  será para me agradar e eu a ela,  só aqui é que haverá esse compromisso e cumplicidade.  A obra tem ganho forma aos poucos com um sabor diferente, quando me achar adulto,  ela crescerá para testemunhar a calma que não aparento,  a classe que ainda não  mostro e todo o  conhecimento maduro e tímido que habita em mim.

 Montagem do Calvário




E ASSIM NASCE UMA OBRA DO MESTRE EUGÉNIO DE MACEDO:

E no fim, o artista antes de ir descansar disse:
 "Aproveitei a fachada restante da casa demolida e criei um aro em cimento envernizado para fixar o painel,cabe agora à Junta de Freguesia concluir a calçada envolvente, colocar as floreiras e a devida iluminação".















3 comentários:

Anónimo disse...

Quem é o cidadão Eugenio Macedo?? um parvo, com respostas estupidas, tuda essa conversa so poderia vim de alguem tosco como ele só, ve se cresce pra ser reconhecido, que ate agora nada de jeito, é mesmo um paspalho, e ainda tem gente que da ouvidos..........

Anónimo disse...

Quem é o cidadão Eugénio Macedo?
Só perco tempo para falar de quem admiro e por vezes invejo.claro que não tenho condições de ser como ele.Se tem gente que lhe dá ouvidos é porque algo ele tem.Parabéns Eugénio Macedo e parabéns Malcata.

Anónimo disse...

Muita gentinha a salivar inveja que nada tem para oferecer.Ainda bem que existem Eugénios entre nós,que não medem esforços para contribuir com a nossa cultura.Quanto ao painel tive o prazer de o ver de frente,foi uma excelente aquisição por parte da Junta.Preservar a nossa identidade é sempre uma acção louvável. Parabens Malcata parabéns a Junta de Freguesia na presidencia do meu caro colega.Um bem haja.