23 novembro 2016

O PAPEL DAS ASSOCIAÇÕES

As formas de viver e entender a vida
em Malcata estão a mudar
   Associativismo para os malcatenhos não soa a uma simples palavra da nossa língua. Quando falamos em associativismo vem-nos à cabeça uma série de nomes de associações que há na nossa pequena terra. E com tantas associações não é de estranhar que um cidadão seja associado delas todas ou de uma pelo menos.
   Cada associação tem o seu começo, tem a sua visão, o seu caminho e os seus objectivos. E ao longo dos anos cada associação experimenta sucessos e insucessos, recuos e avanços. A verdade é que quando se é associado, a pessoa deixa de viver isolada e por vezes o seu envolvimento nas causas comuns aumenta a sua capacidade de realização pessoal e ao mesmo tempo ajuda ao fortalecimento da própria comunidade.
   Que balanço fazem os malcatenhos das associações?
   Qual  tem sido o seu contributo para o fortalecimento da comunidade?
   As associações de Malcata são abertas e transparentes, dinâmicas e participativas?
   Como é que podemos fortalecer o movimento associativo e cada uma das associações?
   Que formas de relação devem existir nas relações entre as associações e a Junta de Freguesia?
   Com estas perguntas pretendo partilhar convosco aquilo que penso sobre o papel das associações, particularmente as que há em Malcata, como forma acertada e privilegiada na participação cívica da vida pública da nossa aldeia.
 

Sem comentários: