11 março 2010

REDE WIRELESS EM MALCATA E NO CONCELHO DO SABUGAL


                                       
   
          
Com que então as aldeias do concelho do Sabugal estão a usufruir de rede wireless e as pessoas estão satisfeitas, apesar de muitas vezes surgirem pequenos problemas?!!
    As fotografias mostram as três antenas instaladas na aldeia de Malcata. Não sei se existe mais alguma, mas por experiência própria e não efectuada no mês de Agosto, conclui que aceder à internet  em Malcata é só para os muito pacientes e vagarosos, para quem gosta de ir para a sombra do castanheiro do Centro de Dia, ou para algumas escadaria por ali perto. Para ler um "mail" o melhor é desistir e quanto a falar por Web Camara nem vale a pena tentar. Ás vezes lá se consegue, mas depois de muito aguardar e desesperar para que a coisa funcione. Fico a duvidar das palavras dos senhores da empresa que anda a instalar a rede wireless pelas freguesias do Sabugal. Primeiro, a intalação resultou de um acordo entre os presidentes de junta e uma empresa sabugalense, sem concurso e sem escolha dos melhores sistemas e ninguém sabe os termos desse acordo. Limitaram-se  à colocação de antenas e um rooter e dizerem às pessoas que bastava ter uma placa de rede, solicitar a palavra passe e pronto...voilá internet. Na realidade, as coisas não se estão a passar dessa forma, pois não? Qual é afinal o objectivo desta rede wireless? Que toda a região do Sabugal tenha uma janela para o mundo à distância de um clique, ou a oportunidade para vender rooter's a quem não lhe ensinaram nada de informática? As pessoas ficaram entusiasmadas com a internet, mas toda a gente se queixa que é lenta, às vezes muito lenta mesmo e lá se vai o entusiasmo de aprender com o uso da internet. Porque raio é que uma antena a cerca de 100 metros de distância, ou até 50 metros, envia um sinal tão fraco e tão lento? E estes problemas técnicos são constantes...logo não são pequenos problemas. A internet veio para democratizar ainda mais a informação e a sua força transforma o bom em mau e o mau em bom.
   Vale a pena pensar nisto.
  

4 comentários:

Carlos Nabais disse...

Mandam as regras do bom senso que quando se fala de qualquer coisa deviamos saber o que dizer, mais ainda quando tal pode prejudicar terceiros.
Neste artigo tal não acontece pois a carrada de asneiras é de tal ordem que eu nem queria acreditar.
Tal não teria acontecido se antes se tivesse informado com quem de direito - "eu sou um dos senhores de quem no artigo duvida da palavra" - pois eu até durmo todos os dias em Malcata, daí que tivesse sido fácil falar comigo e talvez então aprender algumas coisas sobre redes wireless, que pelos vistos não sabe.
Que sabe vc sobre os acordos que a empresa tem com as Juntas?
O que é que vc tem a ver com isso??
Que direito tem vc de duvidar da minha palavra??
Vc conhece-me???

Para terminar deixe-me dizer-lhe que este artigo tem uma quantidade tal de asneiras que só daria para rir, não fossem os prejuizos que a mim me está a causar e à empresa que represento.
Agradeço-lhe por isso que quando quiser falar sobre algum assunto sobre o qual não tenha conhecimento se informe primeiro.
No que a mim e à minha empresa diz respeito agradeço-lhe que não volte a escrever sobre assuntos que a ela digam respeito sem ter a certeza do que está a dizer, pois de outro modo terei de recorrer a outros mecanismos para ser ressarcido dos prejuizos causados, o que desta vez não irei fazer.-

Anónimo disse...

De facto, tem sido muito difícil e às vezes impossível captar sinal. Há tempos levei à experiência, sem pagar, um aparelho que, supostamente, daria para permitir resolver este problema, mas o certo é que não resolveu. O Carlos levou-o para casa dele, porque poderia haver ali uma questão de configuração, e não voltei a experimentar. Sei que o meu irmão também tinha adquirido um, mas não pôde verificar os benefícios dele porque havia um problema com a antena do lar. Agora é certo que nós, apesar de termos a antena da junta e da casa do carlos pequeno, não temos conseguido ligar à net.

vitor manuel fernandes disse...

Quem nao se sente não e filho de boa gente.

Caro Joao não é meu timbre entrar em discusão com as pessoas, mas neste caso tenho que esclarecer alguns pontos, porque o que está escrito põe em causa a honaribilidade das pessoas e isso eu não vou permitir.

Não vou entrar em discussão de aspectos tecnicos relativamente à rede Wireless instalada em Malcata, porque como não entendo disso, deixo para pessoas com capacidade para a analizar.

Nunca esta junta de Freguesia pôs em causa o direito de todos os nossos conterraneos terem os mesmos direitos de acesso à rede Wireless, mas como dizes nem as empresas de telemóveis conseguem o milagre de toda a gente ter o sinal em optimas condições, com esta afirmação tu próprio confirmas a impossibilidade de 100%a todos os utilizadores da rede, mas estamos dispostos a colocar mais antenas se encontrares pessoas que as autorizem nas suas casas e, já agora estão colocadas 4 antenas e não 3 como dizes.

Relativamente à negociata entre o presidente da Junta e a empresa aconselho-te a ler a acta da Assembleia de Freguesia nº 3 de 22 e Junho de dois mil e oito, onde é aprovado por unanimidade a colocação do sistema wireless, pela empresa Pixus.
Relativamente ao contrato de assistencia é o mesmo que vigora desde o tempo do Joaquim Antonio e que ainda se encontra activo sem outros encargos para a Junta, pelo novo serviço.

È verdade que inicialmente houve alguns problemas, que sempre se tentaram resolver, com o apoio do técnico da Pixus, vai continuar a haver problemas? certamente que sim, mas como até aqui tentaremos sempre dar a melhor resposta, é nosso compromisso desde o inicio e vai continuar a ser.

Quando tive conhecimento da informação que foi colocada no Malcata Net, que a rede Wirelewss, instala em Malcata, não funcionava nada bem, conversei com alguns utilizadores da mesma tendo a informação que a mesma estava a trabalhar muito bem, talvez tu e eu tenhamos perguntado a pessas diferentes e com intenções distintas.

So para completar acho que tu neste caso não tiveste a preocupação de perguntar às pessoas certas o que realmente se passava com a rede Wireless em Malcata e com certeza não lançavas a suspeição.

Para terminar encerro este assunto e, não falarei mais dele, disponibilizando toda a documentação necessária para que todas as dúvidas possam ser desfeitas e relativamente aos comentários anónimos os mesmos podem identificar-se porque nada de mal lhes acontece, podem ter a certeza.

Vitor Fernandes

Anónimo disse...

Convido toda à gente a vir visitar à Adeia historica de Sortelha para ver à qualidade da rede publica wireless instalada por "Pixus" ...
Penso que foi instalada uma antena num unico local estrategico (à torre do relogio).
Em Agosto nao tive internet em casa nenhum dia. Foi necessario subir à torre para conseguir obter uma rede de pessima qualidade mas somente alguns minutes n'a parte da madrugada ; Tive à sorte neste local de ter ligacao à rede tres ou quatre vezes em todo o mes ! A antena estava situada somente à tres metros do meu computador ...
Polemicas sobre responsabilides e competencias ...Ao final, onde esta o interes da camara municipal e da freguesia ? Onde esta à competenciaAofinal dos tecnicos e dos engenheiros ? Onde esta este sonho milagroso que quiseram que o povo acreditasse : o de qualquer cidadao modérateurs ter libre acesso à Internet gratuita.
Um Portugal com 3 pernas e um braço ...
Ultimamente foram instalada duas antenas gigantes perto da pequena antena minuscula
de Pixus, sao para os telemoveis que utizam à Internet mas nao è gratuito ...