08 dezembro 2015

MALCATA NO TOPO






   E se Portugal tivesse os olhos postos em Malcata?
   O clima e as alterações climáticas andam no topo da agenda política mundial e os cidadãos começam a exigir que os países passem das palavras às acções globais e locais. Há 20 anos atrás o mundo despertou para o problema das alterações climáticas. E desde aí, os países lutam por obter resultados capazes de inventar o ciclo de aumento de emissões de gases de efeito estufa. E os sinais das suas consequências são cada vez mais impossíveis de ignorar. Grandes períodos de secas, de ondas de calor e frio, de inundações e grandes tempestades, de grandes incêndios são sentidos com maior impacto negativo na nossa saúde e no desenvolvimento económico.
   É urgente diminuir o uso de combustíveis fósseis e aumentar as fontes de energias renováveis.
   É importante e necessário o desenvolvimento de uma política de eficiência energética de maneira a diminuir o consumo de energia em Malcata. E em Malcata temos o privilégio de possuirmos uma mancha florestal já bem dimensionada, mas ainda há terrenos que podem ser alvo de florestação e outros de reflorestação. E toda a floresta é colocada ao serviço da nossa comunidade, podemos estar a aliviar o nosso país e a nossa comunidade das emissões de cO2 e ao mesmo tempo poupar dinheiro.
   Para isso é inadiável implementar bons planos de gestão florestal que ajude a economia da nossa comunidade, combata os incêndios e conseguir vender ar limpo a quem o não tem. Sim, a floresta é o nosso petróleo verde em Malcata. Chegou o tempo da acção, o tempo das mudanças determinadas e que vão ao encontro da protecção climática, do desenvolvimento sustentável e harmonioso da comunidade malcatenha.
   É portanto, chegado o momento de exigir o normal funcionamento da ZIF de Malcata e exigir às entidades publicas que sejam consequentes na determinação aplicar a nível local uma verdadeira estratégia de desenvolvimento sustentável. Malcata deve estar na primeira linha de acção no sentido de concretizar políticas e práticas de desenvolvimento sustentável e de economia cívica.
   A  AMCF ( Associação Malcata Com Futuro ) está a trabalhar no sentido de que estas ideias passem à prática. Como membro associado e dos órgãos directivos da AMCF, estou confiante que o trabalho que da AMCF dará os seus frutos muito em breve. Tenho fé que os malcatenhos viverão melhores dias.


Sem comentários: