24 julho 2014

ROUPA NOVA PARA A FESTA


 Festa de Malcata 2014



  A festa da aldeia está a aproximar-se. Este ano será dedicada ao Sagrado Coração de Jesus. Nos idos anos cinquenta, à medida que o dia festivo se abeirava havia o costume de ir comprar roupas novas e bonitas. Um dia, Sabino foi a Valverde Del Fresno comprar um par de meias para cada irmã. Ele sabia que as tinha que acautelar, o mais possível, porque os carabineiros eram intransigentes e não deixavam passar nada na fronteira, apesar de ser "cura".
   Vivia-se naquela altura em Espanha, fruto da guerra, um certo anticlericalismo exacerbado. Por isso, quis acautelar-me, não fosse o diabo tecê-las, pensou.
   No regresso a casa, parou para matar a sede, numa fonte manhosa e foi atrás de umas canaveiras, aproveitando para urinar e atar os três pares de meias de vidro à cintura.
   Mal se pôs de pé apareceram dois carabineiros que lhe colocaram a espingarda à cara, para denunciar todo o contrabando que trazia. Para além das meias atadas à cintura trazia um trigo espanhol e uma caixa de galhetas, tendo o Sabino de jurar ali mesmo que não trazia mais nada. O padre perante as várias ameaças e insultos dos carabineiros lá confessou:
   "Bem, bem de facto, da cintura para cima não trago nada...da cintura para baixo, tenho um presente que as mulheres gostam muito"...(tratava-se das meias, claro)!

in "Três Vidas Ao Espelho", de Manuel da Silva Ramos
 
Tem alguma história interessante para contar e partilhar? Venha lá essa história!

Sem comentários: