03 abril 2010

SORTELHA: PRECISA DE QUIXOTES

Malcata: Nova espécie de árvores

Os incêndios queimaram tudo no Verão passado. Coincidência do catano, ou mero acaso, este ano as espécies que querem lá plantar são de um caule ferroso e pintado, com uma luzinha vermelha no cume de cada uma das novas plantas. São uma espécie nova e os promotores e divulgadores desta nova floresta afirmam que vêm valorizar as áreas que, em concurso, ganharam para fazer a plantação.E o concelho do Sabugal até parece estar a apreciar este tipo de floresta. As árvores ferrosas estão a nascer por todos os montes e até a Reserva Natural da Serra da Malcata tem que aguentar e conviver com elas. Não estão plantadas na zona de reserva, mas basta atravessar o caminho para o outro lado e podemos ouvir e sentir os três ramos às voltas, às voltas porque o vento sopra e eles até se ajeitam aos seus sopros.
São umas árvores muito altas, podem atingir os 90 metros de altura, com três ramos que podem medir uns 40 metros de comprido e até produzem electricidade.
Venham vê-las a crescer. A espécie começou a aparecer nos terrenos do Meimão, invadiu Malcata, está a espalhar-se pelos Fóios, Vale de Espinho...e agora vão plantá-las em Sortelha. Sim, essa mesmo, a aldeia histórica mais portuguesa e que é património de todos. Será que a "Cabeça da Velha" continua agarrada ao chão? A idade é muita e há muito tempo que observa o que se vai passando na aldeia de Sortelha. Ouvi dizer que a velha segredou ao ouvido de alguns amigos de Sortelha e a notícia está a correr mundo. Eu já a li aqui:


Há uma paisagem a proteger e a preservar. A aldeia de Sortelha não é apenas as pedras e as rochas. A energia eólica não tem só vantagens. A energia eólica também traz muitas desvantagens. A alteração da envolvente paisagística da Aldeia Histórica de Sortelha também é um bem a preservar e a valorizar. Não à sua destruição! Assine e divulgue este grito.

Sem comentários: