23 dezembro 2009

O NATAL NO MUNDO




   Todos os cristãos comemoram, no Natal, o nascimento de Jesus. Nem todos os países festejam o Natal da mesma maneira. E mesmo nos países, a celebração do nascimento de Jesus é celebrado de maneiras diferentes.
   Na Alemanha, por exemplo, o Natal começa logo no dia 6 de Dezembro com o aparecimento de S.Nicolau, que é uma espécie de Pai Natal, e distribui doces às crianças. Depois, no dia 24 todos os membros da família oferecem presentes entre si. Também é tradição juntar alguns amigos e vão de porta em porta cantar “à estrela”.
   O hábito de enfeitar a árvore começou na Alemanha, no século XV.
  
   Na Finlândia, o Pai Natal chega depois das 18 horas do dia 24 para oferecer presentes e as pessoas dizem Hyvaa Joulua para desejar “Feliz Natal”.
   E na Suécia, no dia 13 de Dezembro, é o dia de Santa Lúcia. A filha mais velha de cada família põe um vestido branco com uma faixa vermelha. Na cabeça coloca uma coroa com sete velas acesas. De manhã, a menina acorda a família levando à cama café e bolinhos. A partir daí começam os preparativos para o Natal: árvore enfeitada, ceia com bacalhau cozido, alpista no beiral das janelas para os passarinhos também entrarem na festa. Na Suécia, não é o Pai Natal que oferece os presentes mas um gnomo, que é uma espécie de génio que dirige a Terra.

   Na Holanda, o Pai Natal também se chama Nicolau. No dia 5 de Dezembro as crianças cantam-lhe canções e ele aparece e espalha bombons sobre um lençol. Põe os sapatinhos de madeira em cima da mesa da sala e o pai tranca as portas. Ao outro dia os sapatos estão cheios de presentes.
  
   Na África do Sul, o Natal é muito diferente. No dia 25 todos recebem os seus presentes, junto à árvore de Natal. Depois, familiares e amigos costumam reunir-se na praia ou na piscina para conviverem. É que em Dezembro, é um mês de muito sol e calor.
  
  
   E na França, dizem “Un Bon Noel” para desejar um Bom Natal. O Pai Natal desce pela chaminé para pôr os presentes na lareira. Há o costume de as fábricas de brinquedos oferecerem prendas para as crianças dos hospitais e orfanatos. Depois da ceia a família vai à Missa do Galo.
  
   E na vizinha Espanha, o Natal é muito parecido com o de Portugal. Os presentes são distribuídos no dia 6 de Janeiro, dia de Reis, pois, dizem em Espanha que foram os Reis Magos que ofereceram os presentes ao Menino e todos desejam “Feliz Navidad”.

O Natal português é influenciado por outras culturas, e um dos factos que comprova esta tendência é a substituição do Menino Jesus pelo Pai Natal na entrega dos presentes. Contudo, isto não quer dizer que as tradições natalícias portuguesas desapareceram!
 No dia 24 Dezembro, véspera de Natal, à noite, em certas partes do país tem lugar a Ceia de Natal (chamada de consoada), nesta serve-se bacalhau cozido e a doçaria cerimonial (rabanadas, sonhos, mexidos, etc.). Na Beira, mais concretamente na região da Guarda, as filhós não podem faltar na mesa. No dia 24, no final da ceia, há a Missa do Galo à meia-noite, enquanto  cá fora arde a Fogueira de Natal que a rapaziada da aldeia preparou uns dias antes. Para que as brasas durem e aqueçam os rapazes foram buscar os troncos dos velhos castanheiros, que juntamente com outros tipos de lenha como o carvalho e a giesta dificilmente o lume da fogueira se apaga, ficando toda a noite a borralhar.
   No fim da Missa do Galo, as pessoas juntam-se em volta da fogueira e cantam canções de Natal acompanhadas com as concertinas, ao mesmo tempo vão assando e comendo uma chouriças  que alguém vai trazendo. A alegria continua e mesmo com a noite fria e gelada, percorrem as ruas da aldeia de a cantar e a desejar Feliz Natal.
   Tem sido assim o Natal na aldeia de Malcata.
   Boas Festas! Feliz Natal.





Sem comentários: